quarta-feira, 1 de outubro de 2008

Linda.



Tenho saudades de te ver construir. Das tuas mãos saíam metros e metros de rendas que deixavas cair sobre o teu colo. Enquanto o fazias ensinavas e dirigias. Tudo girava á tua volta com a mesma elegância com que enrolavas a agulha no algodão, com subtileza.

Ainda hoje uso na minha cama as tuas colchas, assim posso sentir-te de noite a cobrir-me.

3 comentários:

Ana disse...

Eu tive o grato prazer de a conhecer!

Beijo
Ana

Elsa Pinto disse...

Faz-me lembrar alguém muito especial!

JS disse...

Ana, e eu o prazer de conhecer as tuas.

Obrigada às duas pelo comentário e a partilha...

Bjs

JS