sábado, 8 de novembro de 2008

O calor da tua mão.

Gosto do calor da tua mão. Gosto quando me dás a mão, não por medo ou insegurança, mas por partilha e por cumplicidade. Não preciso de muito mais, basta me dares a mão e sorrires que o meu sorriso já não desaparece mais.

Na tua mão, transpirada, lambuzada encontro mais que o conforto do teu calor, encontro aquele carinho, aquela presença que quero constante.

Na tua mão que cresce a olhos vistos, com as unhas sempre roídas encontro a estabilidade e a mudança constantes.

Na tua mão gosto de ver a mão da tua irmã, quando a ensinas e a proteges.

O meu mundo está nas tuas mãos.





1 comentário:

me, myself and I disse...

assim fazes-me chorar..eu que adoro mãos...