quinta-feira, 18 de dezembro de 2008

A responsabilidade do amor.

Há pessoas que adoro ouvir falar. Eu, que falo por 10 ou 20, quando encontro uma pessoa assim, calo-me, como se me aninhasse nas suas palavras. Gosto de um discurso directo, simples, sem grandes floreados, gosto de quem fala o que sente e de quem sente o que fala.
No outro dia, ouvi falar sobre a responsabilidade do e no amor. Nunca tinha pensado nisso. Somos responsáveis por aqueles que nos amam, no sentido de ter respeito pelo amor que os outros têm por nós. É simples, todos o sabem, mas naquele instante vi tudo com outros olhos.
Eu nem sempre respeito os sentimentos que têm por mim. Quando não retribuo uma chamada, quando não visito um amigo doente, quando não partilho certos momentos. Mas acho que somos todos um bocadinho assim. Todos temos as nossas falhas, todos já demos a nossa gongada na pausa...
Por tomar consciência dessa responsabilidade, não significa que a vá adquirir de um dia para o outro. Mas vou ficar mais atenta.
Se voltar a ouvir a mesma voz, tenho a certeza que volto a aprender qualquer coisa que achava que sabia.

4 comentários:

XS disse...

Este texto está muito bom... E também me deixou a pensar em certas atitudes minhas.
E é exactamente por isso que gosto de te visitar.
:)

me, myself and I disse...

gostei muito..
a responsabilidade de e no amor...não sei se a palavra correcta é responsabilidade..não me parece, está demasiado ligada ao racional, ao que devemos e não devemos fazer imposto pela sociedade.
No AmOr devemos fazer única e simplesmente o que nos diz o coração e claro acreditarmos que só somos responsáveis pelos nossos sentimentos.

beijos

JS disse...

Há mais responsabilidades do que o que possas imaginar...acho que a XS me comprende. ;)

João disse...

Eu não sou de falar muito, prefiro ouvir, mas identifico-me muito com esse pensamento. Há pessoas que me deixam um formigueiro na nuca :-P só de os ouvir. Bebo-lhes as palavras como se fosse a bebida mais saborosa. Retiro muito prazer em ouvir um discurso eloquente. Desejo-te boas festas. Tudo de bom!