terça-feira, 27 de janeiro de 2009

Tenho um buraco no meio da sala.

No meio da sala tenho uma parede

no meio da parede tenho um buraco.

Tenho um buraco no meio da sala

no meio do buraco tenho muitos canos.

Pelo meio dos canos corre muita água

alguma dessa água cai na parede

outra cai no chão,

tenho o chão todo levantado

outra cai no vizinho

tenho o vizinho todo zangado.

Tenho um buraco no meio da sala

tenho uma filha que não quer olhar

tenho outra filha que quer lá entrar.

Tenho um buraco no meio da sala

pode ser desta que vá endoidecer

assim não há condições para escrever...

Tenho um buraco no meio da sala.

8 comentários:

Ana C. disse...

Tem calma, pensa positivo. Um buraco no meio do quarto seria bem mais chato. Só te posso desejar boa sorte.

McSleepy disse...

Olha, olha... parece que temos poeta!! Realmente o stress desperta em nós competências estranhissimas.
Boa sorte com o buraco e vê lá se a miúda não se enfia lá dentro!!!

Ana disse...

Fantástico...o post,claro. ;)

Ritinha disse...

oh... :(

PKB disse...

Que buraco tão poético :)

Nelson Soares disse...

Lado positivo: tens um buraco num sítio quase impensável, invulgar... Torna-te diferente, não é bom? xD

Mas que raio de buraco que foste ou te foram fazer... Já vi buracos em muitos sítios e esse seria novidade (fora os filmes...).xD


Stay Well

Pedro Barata disse...

Grande post!!! Parabéns e cuidado para não caires em nenhum buraco... ;)
Beijinhos

tcl disse...

e mesmo assim versejas! boa!