sábado, 21 de fevereiro de 2009






"... assim, o meu amor por ti é como um dia ensolarado."



Esta foi a frase que eu escolhi para escrever no abat-jour do candeeiro do quarto das minhas filhas. Escrevi-a em italiano porque gosto da sonoridade, porque o amor é universal.

Mas principalmente, porque acho que o amor deve ser assim. O amor deve ter a leveza de uma manhã de sol, deve ter essa energia que nos preenche e fortalece. Por outro lado ser alegre e acima de tudo fazer-nos bem.

Amar alguém devia ser sempre uma coisa fantástica. Amar alguém não devia implicar sofrimento, ansiedade, desgaste. Eu sei que tudo isso é intrínseco, que não existem amores ideais, nem formas ideais de amar. Mas porque não?

Não é assim que amamos os nossos filhos, os nossos irmãos...de uma forma simples e descomplicada?!?

Pois então apliquemos essa simplicidade a todos os nossos amores. Eu sei que o amor é f.......... Eu sei que isto pode parecer, que estou outra vez com alucinações por excesso de açúcar. Mas não.

Só acordei a pensar que amo muito os meus amores. E se um dia compliquei tanto o amor, foi porque não tinha muito que fazer...

Enfim, hoje deu-me para isto. Amanhã logo se vê...

Enquanto isso, tornem os vossos amores simples e descomplicados, como a manhã de hoje ensolarada...

Mas que o amor é f................, isso é verdade sim senhor.






7 comentários:

Marquês de Sade disse...

Amor é fdd sim senhor :)

maria teresa disse...

Se é, se é....

E para uma eterna romântica é super

:)

Ana C. disse...

JS, Às vezes quando temos a cabeça cansada, emaranhada, desgastada, adoramos inventar. E quem leva sempre por tabela é o amor sim. Está completamente errado, mas é exactamente isso que acontece. Por isso entendo tão bem este teu texto. Também sou uma mulher que acha que a vida se deve descomplicar, mas que de vez em quando e precisamente por ser mulher, complica e transforma um amor que podia ser fácil, num amor(vou escrever porque não devemos ter medo das palavras ) fodido por pura estupidez :)

Ana C. disse...

JS linkei-te no meu ultimo post. Este teu texto inspirou-me :)

JS disse...

Maria Teresa e Marquês de Sade, só nós é que sabemos...

Ana C., eu não tenho medo das palavras, só não escrevi "fodido" para não cortarem o acesso ao blogue de uma amiga minha que trabalha num organismo publico!!!

É um privilégio poder inspirar-te!

Ana Miguel disse...

Lá se foi o acesso ao teu blog...lol

Pedro Barata disse...

Às vezes é f... sim senhor, mas é o que dá sabor à vida!!!