quinta-feira, 19 de março de 2009

Pai

Quanto mais idade tenho, mais falta sinto do meu pai.

Pensei que com o tempo fosse mais fácil a sua ausência.

Pensei que com a idade não teríamos necessidade que alguém "tomasse conta" de nós.

Pensei que me habituaria a não te ter por perto.

Tenho saudades de te ver a ler o jornal, das tuas chegadas da caça e do barulho do teu carro a subir a rampa. Tenho saudades de te ver tratar dos cães, do teu cheiro e da tua "unha bola". Tenho saudades de chamar: - Pai!!!

Pensei que seria assim toda a vida.

9 comentários:

Maria Tudor disse...

Felizmente eu ainda tenho o meu... por isso não sei o que sentes. Talvez seja a mesma saudade que sinto ém dizer avó, não sei.
bjo

Ana C. disse...

Quando leio uma filha escrever sobre a saudade que nunca desaparece, fico sempre com o coração muito apertado...
Um grande beijinho JS.

maria teresa disse...

O meu pai viveu até aos 93 anos, o seu corpo partiu em viagem há três, eu que já entrei numa idade em que sou avó,revoltei-me muito com o envelhecimento dele. Queria que ele continuasse a ser aquele amigo, que sempre me apoiava ou me admoestava carinhosamente, quando fazia das "minhas", que me ajudava a resolver pequenas situações de crise, foi ele quem se impôs às mulheres da casa para que eu ingressasse num curso superior, minha mãe e minha avó, queriam que eu seguisse uma tradição de família, que fosse professora primária.
Dizem que sou muito parecida com ele, na maneira de encarar a vida e fisicamente, as sardas herdei-as de certeza, eu sinto-me muito honrada por isso.
Meu PAI amo-te e sinto saudades de ouvir o teu assobio.

JS Obrigada por neste seu cantinho ter aberto caminho para que eu pudesse escrever isto.

Beijo amigo

Ana. disse...

Se pensares nas coisas boas que viveste com ele vais ver como o sentes mais pertinho de ti.

Um beijo grande.
;)

Elsa Pino disse...

Deveria ser assim toda a vida...

Izzie disse...

É uma dor que ninguém pode ajudar a passar:s!

abraço

JS disse...

Um abraço a todas*

Luísa disse...

A saudade é o amor que fica...
Beijinho terno!

carlostgc disse...

Só li agora (vou ficar em silêncio)