segunda-feira, 13 de abril de 2009

Hoje


Hoje lembrei-me de como era a Páscoa no Salvação.
Tenho me lembrado muito desses tempos, tenho falado muito desses tempos.
Acho que um dia escrevo sobre o Salvação. Sonho tantas vezes que ainda lá moro.
Talvez lá tenha ficado um bocadinho de mim.

10 comentários:

Maria Tudor disse...

Ai mulher, tu andas com o demo no corpo.

JS disse...

Ai Maria, que eu essa não percebi??? Estou lenta...

maria teresa disse...

Só quem tem pouca sensibilidade é que não vai deixando bocadinhos de si pelo rasto da vida.
Vejo-a como uma mulher muito sensível!

Deda disse...

nham nham

Ritinha disse...

:( Que desilusão... Esse pão de ló não é de Ovar... Não tem ovos moles... Não se desfaz na boca... Que mulher do norte é esta?!?!?!?!
beijinho

disse...

Na Páscoa também me recordo sempre das tradições que acompanhei durante anos, no Alentejo. Das commidas, das festas, das romarias, dos cheiros e também eu sinto que ficou lá um bocadinho de mim.

A disse...

freud tb explicaria essas saudades ;)

Ana Miguel disse...

Até eu tenho saudades do Salvação, imagino tu... Tantas tardes lá passamos na treta,ainda no tempo em que eu só conseguia beber meio Sumol! Lol

Pedro Barata disse...

Grandes fotos... Lolololol

Rui disse...

Afinal é mesmo do salvação de que falas :) E sim, após ver a tua foto sei que afinal te conheço.

De vista, porque acho que falamos apenas era eu muito pequeno.

Quando menos esperamos tudo volta e agradeço-te desde já por esta inesperada viagem no tempo.

"À procura do futuro dou de caras com o passado e nada mais precisei para ser feliz. Como é bom a simplicidade de sorrir!"