quarta-feira, 7 de abril de 2010

Gosto que discordem de mim. Que me digam não. Que me façam ver mais além. Que me mostrem outras imagens. Que me façam pensar.

Detesto o eu também. Dá-me uma espécie de urticaria misturada com vómito. Odeio a falta de opinião ou personalidade, ou simplesmente de me fazerem a vontade. Não gosto de ver na boca dos outros as minhas palavras como por eles tivessem sido sentidas. Não que as palavras sejam minhas, não que as emoções se plagiem.

Não tenho espírito de contradição. Gosto é de pessoas genuínas, que me dizem que aquilo que pensam porque o pensam. Gosto de quem pensa pela própria cabeça, sem preconceitos, sem opiniões lidas em revistas de fim de semana.

Gosto de quem se assume como é. De quem se revela de quem entra em nós e nos faz crescer a toda a hora. Gosto muito que me olhem nos olhos a falar, de quem sei que posso confiar.

E há dias em que o melhor das pessoas vem cá cima, outros em que o verniz todo se estala...

Somos humanos, cheios de virtudes e defeitos, capazes dos maiores gestos de amor e das maiores atrocidades. Somos.

10 comentários:

Giga disse...

eh eh

tambem odeio ouvir alguem dizer "eu também" repletos de "whatever, quero la saber".

preferia um murro num determinado sitio (estilisticamente falando como é obvio)

chateiam-me pessoas sem personalidade, sem opinião, sem pingo de interesse...

apetecia-me dizer que este post esta errado e fazer-te ver mais alem. Mas não esta :-P

maria teresa disse...

É proibido estar-se de acordo consigo? Ora essa! Aqui entro eu em desacordo... Não inventamos nada, não somos originais, há muitos conhecimantos e sentimentos que pessoas, que nem sequer se conhecem, partilham do mesmo modo.
Abracinho

JS disse...

Giga, o menino pode dizer sempre o que quer!

Maria Teresa, mas é claro que podem discordar!!!Claro que ninguém é original que muitos de nós partilhamos ideias e sentimentos, mas é detestável ter alguém sempre a dizer amem connosco e mais detestável ainda ver que só gosta do que gostamos, etc, etc Pela primeira vez não concorda com o meu post!!!! Adorei!

Nelson Alexandre disse...

Agora fizeste lembrar-me de um poema de Fernando Pessoa (na pessoa heterónima de Alvaro de Campos)

"Por isso eu tomo ópio,é um remédio
Sou um convalescente do momento
Moro no rés-do-chão do pensamento
E ver passar a vida faz-me tédio"

Mas tambem penso que não deves ser tão dura com quem concorda sempre contigo, quem sabe não serás uma "Guru espiritual" para muitos bloguistas... muitas vezes são provas de humildade e a humildade é uma virtude que poucos almejam... mas compreendo o teu sentido das palavras... todos nós temos os nossos dias.

Disse disse...

Pois...

Eu também penso assim...

hahahahhahaha brincadeira....

excelente post!

Somos, de facto. Ponto.

Tio do Algarve disse...

Eu também...LOL...
Mas não me aborrece que me digam "eu também"
Como diz a maria teresa, cada vez é mais difícil ser original.Se o formos primeiro, melhor.

O que me aborrece mesmo é que as pessoas apresentem as ideias dos outros como sendo deles... E acho que está na altura de uma epístola!
BJS

DIABINHOSFORA disse...

Somos humanos, pois somos! E tu és uma querida por pensares assim...devia haver mais como tu!

Bjo

Ritinha disse...

AAHAH!!!! Por isso gostamos tanto uma da outra! Porque somos as duas genuinas e pq ora concordamos ora discordamos e pq eu sou uma peste!!! Oopss... A minha parte genuina falou demais... :)
Ate sexta!!!!!

JS disse...

Disse, tivesse eu o teu dom da palavra que dizia tanta coisa...

Tio, nós já tivemos imensas vezes esta conversa, aliás tenho imensas saudades das nossas tertúlias!

Diabinhos, somos humanos com tudo o que isso implica...Beijinhos

Ritinha, tu és unica, genuína e indizivel!!!!

momentos disse...

Pronto... eu já nem digo nada...:)
Subentende-se:)
Beijinho...