quarta-feira, 15 de setembro de 2010

Sem foto...que há coisas difíceis de ilustrar.

Na vida para além de plantar um árvore, ter um filho ou escrever um livro é necessário errar.

Errar é essencial para um ser humano se construir. É preciso errar na equação, para ter mais prazer na descoberta do resultado. É preciso amar a pessoa errada, para saber quão sublime é amar a pessoa certa, é preciso errar a escolher a estrada é preciso errar na palavra que se solta.

Eu erro muito. Erro em todas as minhas variantes. Como mãe, como filha, como irmã, como profissional, como amiga, como mulher que sou. Mas com tantos estes erros, aprendo muito, acreditem que aprendo... E nós temos uma coisa absolutamente genial que nos distingue das galinhas que é a inteligência, que faz com que pelo menos não façamos a proeza de cometer sempre o mesmo erro.

Eu não condeno, não avalio, não julgo, e quando vejo alguém tão dono de umas quantas verdades eu não interfiro, a vida essa é a nossa melhor correctora.

Tradução: Há pessoas que dizem tanta merd@ que a JSzinha fica banza...
Outra forma possível de tradução: Um dia a JSzinha põe a calma no bolso e roda a baiana!!!





5 comentários:

Poetic GIRL disse...

É como dizes querida, a vida acaba por as corrigir, não vale a pena te chateares, há gente que não merece nada de nós, bjs

Cat disse...

Há sempre aqueles que não conseguimos distinguir das galinhas, logo, não merecem nem um franzir a testa da nossa parte. Beijinhos

MARIINHA disse...

Tudo o que escreveste eu assinio por baixo, porque concordo plenamente.

Beijinhos

Naná disse...

E sabermos admitir que erramos torna-nos ainda pessoas melhores, porque assim ainda aprendemos mais e mais rápido!

momentos disse...

:):):):)... :(

Até a escrever tem Pinta!...
Não acrescentaria nem um ponto!...:)

Gosto tanto de ser Pequenina!...:):)