sábado, 23 de outubro de 2010

Ponto Final

Melhor do que as palavras, do que os sinais, ele, o ponto final é por todos entendido. Ponto final, pausa. Mudar de linha ou não. Mas ponto final. Carregado, daquele que marca o papel, de caneta firme. Entenda-se ponto final.

Há para tudo um ponto final. Sem ser parágrafo, sem travessão, que nada mais tenho a dizer.

Ponto final. Pausa absoluta.

7 comentários:

Ana C. disse...

Odeio pontos finais, quando eles significam deixar de ler alguém que adoro. Prefiro reticências, pode ser?

gralha disse...

Não! Comecei a ler-te HOJE. Não é justo, não me faças ficar agarrada só aos posts passados.

JS disse...

Anacê, este blogue não vai fechar, nunca! Se esta é a interminável página, não sou eu que a vou fechar nunca. Beijinhos

Gralha, eu não vou acabar com o blogue, mulher!!! Há outros pontos finais que temos de por na nossa vida só isso! Vou continuar por aqui sim senhora! Beijinhos e bem vinda!

ANDARILHO disse...

Boa coisa não me parece ser (esse ponto final) mas se te faz bem, se precisas dele, mete-o e pronto.

Bj

Hellag disse...

e já está tudo dito!!! :

Ana C. disse...

JS, eu e a minha veia dramática, vi logo o final do blogue imagina tu.
Então fazes o favor de meter esse ponto final, essa derradeira estocada, porta fechada e cortinas corridas.
Finaliza lá isso e segue em frente ;)

Tio do Algarve disse...

Que susto! O que vale é que li os outros comentários e já estou esclarecido. Uff.

Beijinhos!