sábado, 19 de fevereiro de 2011

Mostrar a casa.

Quando eu era pequena, havia o hábito de mostrar a casa. Sempre que alguém visitava a minha Avó, lá íamos todos em fila indiana mostrar a casa. Não, não era um palacete. Era uma casa pequena, mas a visita demorava imenso.

Tudo era mostrado com minúcia e no fim, qual cereja no topo do bolo, a minha Avó mostrava o quarto do Toninho. A mobília tinha sido herdada da avó da minha Avó e o jarro e a bacia faziam as delicias das minhas tias ávidas, de encontrar nas porcelanas um veio da nobreza já perdida. Eu lembro-me de cada peça de cada detalhe daquela casa, que apesar de estar em ruínas, é a minha casa. Lembro da modéstia em que vivíamos e de como era diferente a casa da minha outra avó, que ostentava 11 quartos. Vazios.

Ontem tive uma visita. E o meu marido perguntou-me se mostrei a casa. Não mostrei a casa, mas mostrei a mesa. A mesa que veio da casa da minha Avó.

5 comentários:

MARIINHA disse...

Na minha terra há ou havia esse hábito, quando alguém ia pela primeira vez a uma casa, a dona mostrava-lhe as divisões. E quando era miúda, no dia do casamento os noivos, quando saiam da igreja e antes de irem para o copo-de-água, passavam pela casa para a mostrar a todos os convidados. Eu quando me casei ainda fiz isso, mas agora já ninguém faz. E ainda bem porque as pessoas iam numa de ver o que se tinha e o que não se tinha.

Beijokas

Manuela disse...

Querida JS, a minha mãe ainda considera uma falta de educação, ir a casa de alguém pela primeira vez e não lhe fazerem uma visita guiada ;)
Beijinhos

Malena disse...

Tal e qual! E as raparigas mostravam o enxoval. :))

sakura disse...

Na minha família ainda há esse hábito. Visita nova = tour à casa toda.
Hábitos que passam de geração em geração.

Bjinhos***

Maggie disse...

Na minha familia tbém ainda permanece esse habito que eu não gosto!
O meu marido é que faz as honras da casa!
Lindo Blog, adorei!

Maggie