sexta-feira, 10 de julho de 2009

Não gosto.


NÃO gosto do NÃO. Daquele NÃO sólido, proferido sem hesitação. NÃO gosto e quase nunca o digo. O meu NÃO nunca vem só. Faz-se acompanhar da lógica, da minha lógica, dos meus argumentos. O meu NÃO é sempre pensado, o sim quase nunca. O NÃO quando o digo, nunca é simples, nem porque NÃO. O meu NÃO é complicado, de dizer, de sentir...
Muitas vezes disse NÃO. Muitas vezes voltarei a dizer NÃO. Mas tenho sempre em atenção que o digo a alguém, há alguém que ouve e pode não o querer ouvir.
Mas há dias em que o meu NÃO é frio, absoluto e inalterável. Mas esse NÃO só o digo a mim.

11 comentários:

DIABINHOSFORA disse...

Bom, então NÂO faças outro post como o anterior...deixas-nos baralhadas e as tuas fãs NÂO merecem uma partida destas, rsrsrssr

Ana C. disse...

Não é uma palavra tão importante quanto o Sim. Há Nãos que doem, há Nãos que custam, há Nãos que são tão mais dificeis do que um Sim. Mas nem por isso deixam de ser tremendamente importantes.

Ana Serrano disse...

Olá!
O "não" é uma palavra muito difícil de dizer, não gosto de a dizer principalmente quando a minha vontade até é de dizer "sim".
O saber dizer "não" nas alturas certas e, talvez nas mais difíceis, é uma aprendizagem que custa muito.
Beijo

maria teresa disse...

JS

O NÃO pode não ser tão mau como o "pinta".
Aqui junto um parágrafo de um texto que escrevi:

"Todo o educador, pais, avós, professores,.... tem o DEVER de saber amar, cuidar, respeitar, orientar e educar crianças. E sabe (ou devia saber) que em todas as idades elas precisam de saber ouvir NÃO, o NÃO que será o caminho para um SIM, dito no momento adequado, para que a criança possa criar bases para nelas se instalarem a autoconfiança, o auto-respeito, o respeito pelos outros, a integridade, a perseverança,..., que as tornarão também, certamente, mais felizes."

O NÃO sólido, proferido sem hesitação, pode e deve ser aplicado dependendo da situação e do interlocutor, que pode não ser uma criança, como atrás refiro. É evidente que isto não impede a justificação ou a argumentação.

disse...

É importante saber dizer não, mas também importante saber evitá-lo, sendo tantas vezes desnecessário...

Ritinha disse...

NÃO te consigo imaginar a dizer NÃO... :)

Marlene Fernandes disse...

JS mts parabens pela excelencia desta pagina, li alguns dos seus textos em pouco tempo consegui comover-me, rir as gargalhadas, questionar-me, descontrair e mais 1001 outras coisas. tem uma capacidade fantastica para brincar com as palavras e ao que me parece tenta tirar o lado mais positivo das coisas.

continuação de um fim semana cheio de sol, prometo voltar

carinhosamente

mgmachado@netcabo.pt disse...

às vezes... um NÃO, é uma bênção!!
Gostei do que li Graça

Izzie disse...

JS
Gostei muito do que escreveste. sou uma pessoa que lida muito mal com aqeles NÃO que vêm sem se saber porquê!!

tanto para um sim como para um não, há sempre uma explicação. e é bom que se saibam porque será mais fácil de se aceitar.

beijinho

Maria Manuela disse...

Andas numa fase Não ou é só impressão minha ???

bj

Tio do Algarve disse...

às vezes mais vale um NÃO dito a tempo que um SIM, muito tempo depois!!!!

Nunca digas nunca! Não. Porque não?